Menu

« »

Content

10 MITOS SOBRE DINHEIRO QUE EMPACAM A SUA VIDA

Instituto Coaching Financeiro - ICF listou as dez principais crenças limitadoras que impedem o sucesso financeiro e deveriam ser trabalhadas agora mesmo.

São Paulo, maio de 2017 – O óbvio precisa ser dito: a principal virtude que determinará seu sucesso financeiro na vida é a sua mentalidade. Ou seja: sua atitude em relação ao dinheiro impacta a sua realidade financeira a todo instante. E a parte mais importante de sua mentalidade são suas crenças.

Infelizmente, muitas crenças estão operando agora mesmo, inconscientemente. Para mudarmos isso, é preciso questionar tais crenças a todo momento. Portanto, o primeiro passo é sempre ter consciência de que essas crenças limitantes sobre o dinheiro existem e são reais. Para facilitar essa jornada para “encontrar” suas crenças limitantes, o ICF - Instituto Coaching Financeiro listou as dez crenças limitantes mais comuns. Veja mais abaixo!

Para ver como toda história de sucesso depende da mentalidade e da crença que se coloca em determinado projeto, os profissionais do ICF têm revolucionado seus cursos de Inteligência Financeira. Como? Garantindo totalmente o retorno do investimento nos cursos do ICF. Assim, quem não tiver uma condição financeira melhor após seis meses após a conclusão do curso terá direito a reembolso integral acrescido de R$ 500.

Conheça agora os dez mitos sobre dinheiro que empacam a sua vida:

1. “Dinheiro é algo do mal”: essa é uma ideia bastante arraigada e propagada por muita gente que não consegue enriquecer ou teve uma má experiência com pessoas ricas.

2. “Dinheiro não é tão importante”: esse menosprezo ao dinheiro dificilmente levará a uma história de sucesso. Não é preciso supervalorizar o dinheiro, muito menos desprezar.

3. “Dinheiro foi feito para ser gasto”: o dinheiro é um meio para atingir outros objetivos na vida; gastar é apenas uma vertente entre muitas.

4. “O rico sempre fica mais rico e o pobre mais pobre”: há inúmeras histórias que comprovam a mobilidade social ao longo dos anos.

5. “Eu simplesmente não sei lidar com dinheiro”: esse reconhecimento pode ser importante, desde que seguido da busca por ajuda e cursos de Inteligência Financeira.

6. “Minha família nunca foi rica mesmo”: aqui, mais uma vez, é preciso perceber que a condição familiar não é uma condenação e não pode determinar quem você será para sempre.

7. “Dinheiro é um recurso limitado”: essa é a mentalidade da escassez. Em oposição, a mentalidade da abundância comprova que dá para viver sem limites de recursos.

8. Você precisa se matar de trabalhar para ficar bem de vida: não, você fica rica se fizer as coisas certas, não se trabalhar demais.

9. “Entre ser feliz ou ficar rico, prefiro ser feliz”: na prática, esta escolha não existe. O dinheiro não precisa estar atrelado a uma vida infeliz. Muito pelo contrário.

10. “Querer dinheiro é coisa de gente egoísta”: aqui, voltamos ao conceito do dinheiro como algo mau. O seu dinheiro, na verdade, só mostra o valor que você criou para a sua comunidade através de seu trabalho. Não há nada de egoísta nisso.

Sobre o Instituto Coaching Financeiro - ICF

Fundado por Roberto Navarro, principal referência em coaching financeiro no Brasil, o Instituto Coaching Financeiro (ICF)  é o maior programa de Formação e Educação Financeira com Coaching do país. Com a missão de transformar a vida financeira das pessoas e colaborar para uma sociedade rica e próspera, o ICF é a primeira escola brasileira de coaching nos Estados Unidos.

botao voltar

Rosângela Cianci

Rosângela Cianci. Jornalista, blogueira, repórter, apresentadora, produtora de TV e idealizadora do site Universo de Rose. Incansável observadora do cotidiano, apaixonada pelo que faz. Ex-Secretária Executiva, sempre lidou com Diretoria e Presidência mas prestes a completar Bodas de Prata na área, resolveu desengavetar um sonho antigo: o Jornalismo. E partiu pra nova luta com 40 (e uns anos), "pois meu negócio é escrever e conversar sobre assuntos de A a Z"...

E-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.