Menu

« »

Content

Neurologista salienta 5 dicas para a saúde da memória

 
Nada como tratar assuntos seríssimos com um especialista, não? Hoje, dia de falarmos sobre Vida Saudável, em todos os aspectos, e conseguimos um neurocirurgião para fornecer algumas dicas básicas para todas as idades e níveis sociais e econômicos: o neurocirurgião Dr. Leonardo Giacomini. Ele atua nas mais diversas áreas da neurocirurgia adulto e pediátrica geral, com ênfase em Microcirurgia Vascular, Neuroncologia, Patologias da Coluna Vertebral, além de procedimentos minimamente invasivos do Cérebro e da Coluna.
 
E o neurologista nos explica as consequências do envelhecimento: "Conforme ocorre o envelhecimento, é normal perceber alterações na memória. Pode acontecer no cotidiano: ir à cozinha e não lembrar o motivo de estar lá ou, durante uma conversa com alguém conhecido - esquecer o nome da pessoa. Esses exemplos podem acontecer em qualquer idade, mas preocupam mais com o passar dos anos. E ele ainda salienta que "muitos temem que seja um sinal de demência ou perda da função intelectual, e de fato, a perda significativa de memória em pessoas idosas não faz parte do processo normal de envelhecimento, mas está ligada a distúrbios orgânicos como lesão cerebral ou doenças neurológicas como o mal de Alzheimer – a mais temida delas". 
cerebro
 
Diante de pesquisas desenvolvidas nas últimas décadas, existem várias formas de proteger e aguçar a mente. O Dr. Leonardo elencou  05 dicas que ajudarão a manter a saúde da memória. Confira:
 
 1)  - Controle do estresse: atividades profissionais e a pressão com prazos entrega e metas, geram ansiedade. O que atrapalha a absorção de informações no cérebro. Desenvolver estratégias para resolver os problemas é uma ótima forma de manter a memoria saudável.
 
2) - Sono saudável: uma boa noite de sono é importantíssima para consolidar as informações diárias no cérebro. O número de medicamentos para insônia tem sido cada vez mais prescrito. Estes podem prejudicar a saúde da memória. Procure alterar hábitos que prejudiquem a boa noite de sono, medicamentos quando usados devem ser ingeridos em menor dose (possível), por um período curto e sempre sob acompanhamento médico.
 
 3)  -  Parar de fumar: o hábito de fumar além de causar doenças cardiovasculares, influência diretamente na memória, pois aumenta o risco de desenvolver demência.
 
 4)  -  Bebida Alcoólica moderada: Ingerir bebida alcoólica atrapalha a memória e aumenta a chance de desenvolver demência. Não existe uma dose máxima segura.
 
 5)  - Traumatismo craniano: as áreas do cérebro responsáveis pela memoria são extremamente sensíveis a traumatismo cranianos, por isso proteger-se contra quedas e colisões é importante.
                                                                                                                                                                                                                           

botao voltar

Rosângela Cianci

Rosângela Cianci. Jornalista, blogueira, repórter, apresentadora, produtora de TV e idealizadora do site Universo de Rose. Incansável observadora do cotidiano, apaixonada pelo que faz. Ex-Secretária Executiva, sempre lidou com Diretoria e Presidência mas prestes a completar Bodas de Prata na área, resolveu desengavetar um sonho antigo: o Jornalismo. E partiu pra nova luta com 40 (e uns anos), "pois meu negócio é escrever e conversar sobre assuntos de A a Z"...

E-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.