Menu

« »

Content

Conheça a Europa pela gastronomia

 

Continente europeu permite experiência inesquecível ao aguçar o paladar dos turistas

A Europa fascina viajantes do mundo todo. E não é apenas por atrações turísticas e monumentos históricos, mas quem gosta de pratos saborosos com ingredientes que refletem a cultura do lugar, com certeza, se delicia ao fazer uma viagem gastronômica por tantos países com culturas bem diferentes.

Segundo o diretor de marketing da Comissão Europeia de Turismo (ETC, European Travel  Commission), Miguel Gallego, “A gastronomia da Europa é muito rica por sua diversidade, além de que os melhores restaurantes do mundo estão no continente. Ela fascina tanto pelo seu requinte, como pela sua simplicidade”, informa.

europa5

Foto/crédito: © CH - Visitnorway.com/VisitEurope.com

Aliás, opções não faltam. Na Alemanha, há mais de 1.500 salsichas e o tão conhecido chucrute. Já as massas italianas são mundialmente conhecidas como os queijos suíços. A Espanha se destaca com sua paella enquanto Portugal é emblemático com seu bacalhau.

Os amantes de doces podem se contentar com as sobremesas folhadas austríacas, a grande variedade de chocolates na Suíça e na Bélgica, como também o português pastel de Belém. Além de a famosa culinária francesa, o turista também pode ter grandes experiências gastronômicas em Mônaco.

Opções de vinho e de cervejas podem se tornar em uma ótima desculpa para fazer um roteiro de viagem. Quem não gosta de bebidas alcoólicas pode beber os famosos chás britânicos. “Há várias rotas gastronômicas que podem ser vivenciadas por aqueles que gostam de vinhos, cervejas, melhores restaurantes ou até mesmo por pratos exóticos”, recomenda Gallego. 

De acordo com o site Visit Europe, é possível fazer com que a viagem à Europa dure um pouco mais: colocando em sua mala doces (literalmente) lembranças. Mas, é preciso verificar quais são os alimentos que não são permitidos serem transportados. É preciso declarar esses itens ao passar pela alfândega. Alguns produtos comestíveis são restritos, como carnes, produtos frescos e alguns tipos de queijo. Verifique a lista de produtos aprovados antes de começar a colocá-los na bagagem.

Veja quatro pratos para saborear a Europa:

Apfelstrudel(strudel em alemão)

europa1

Foto/crédito: Austrian National Tourist Office / Wolfgang Schardt

O apfelstrudel é uma sobremesa tradicional austríaca, nascida em Viena. Porém, a receita mais conhecida é a de massa folhada da Europa central, chamada de strudel em alemão. Acreditam que sua receita recebeu influência do Império Bizantino, da Armênia e da Turquia. É também possível encontrar esse doce em muitos países que fizeram parte do Império Austro-Húngaro, como a Croácia, a Hungria, a República Tcheca, a Eslováquia e a Eslovênia.

A Espanha da paella

europa2

Foto/crédito: www.tastingeurope.com/VisitEurope

A famosa paella, da Espanha, é valenciana e era feita por trabalhadores do campo, que misturavam vários ingredientes ao arroz, comendo ao final diretamente da panela.  Dizem que o nome vem do francês, paelle (panela em francês) ou latim patela (vasilhame em latim).

A floresta negra da Alemanha

europa4

Foto/crédito: www.tastingeurope.com/VisitEurope

Além de o bolo ser muito gostoso, a floresta negra realmente existe. Ela fica localizada no sudoeste da Alemanha, em Baden-Württemberg. Dizem que as cores do bolo foram inspiradas nos trajes tradicionais das moças solteiras da região durante o século 19. Elas  serviam o doce para os seus pretendentes. 

Mônaco: Suzette e o rei

europa3

Foto/crédito: www.tastingeurope.com/VisitEurope

O crêpe Suzette foi criado em Mônaco, no Café de Paris. No final do século 19, o então príncipe de Gales, o rei Edward VII da Inglaterra, foi almoçar nesse famoso café. O chef Carpentier preparou panquecas com licor quando, de repente, os ingredientes da panela quente começaram a pegar fogo e flambaram. O príncipe ficou encantado com o espetáculo e perguntou ao chef o nome da receita. Surpreendido, o chef admitiu que a receita havia sido inventada para a ocasião e sugeriu que as panquecas fossem chamadas de “princely crêpes”. Mas, o futuro rei preferiu sugerir o nome da moça que o acompanhava: Suzette.botao voltar

Colaboração especial: Tatiane Matheus

 

Rosângela Cianci

Rosângela Cianci. Jornalista, blogueira, repórter, apresentadora, produtora de TV e idealizadora do site Universo de Rose. Incansável observadora do cotidiano, apaixonada pelo que faz. Ex-Secretária Executiva, sempre lidou com Diretoria e Presidência mas prestes a completar Bodas de Prata na área, resolveu desengavetar um sonho antigo: o Jornalismo. E partiu pra nova luta com 40 (e uns anos), "pois meu negócio é escrever e conversar sobre assuntos de A a Z"...

E-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.