Menu

« »

Content

Confira 09 dietas saudáveis para incluir no seu dia a dia

Somos bombardeados diariamente sobre vida saudável. São muitas as fontes e todas parecem boas e inclusive ao oferecer dietas milagrosas para quem deseja perder peso, a um nível que já não sabemos o que fazer com nossa alimentação. Internet, amigos, academia, redes sociais podem ser uma arapuca “das boas” quando o assunto é boa forma atrelada à saúde.

dieta5

Para os profissionais de saúde, uma dieta se resume ao que comemos no dia e como fazemos, não quer dizer que vamos morrer de fome ou que estamos perdendo peso. Mas o que necessitamos fazer para seguir uma dieta saudável em nossas vidas?

A médica Marilu Acosta lista 09 formas de dietas saudáveis que podemos incorporar a nossa vida cotidiana. Confira!

dieta4

1. Dieta personalizad - Sem importar a condição física da pessoa, seja para subir ou diminuir peso. Os organismos não são iguais, nem todos apresentam as mesmas necessidades de energia, cada pessoa deve comer segundo suas próprias características. Além disso, temos um objetivo claro com nosso corpo e nossa saúde, então a dieta deve ser ainda mais especifica quanto a combinações, quantidades e horários. O importante é sempre atender as necessidades de minerais, vitaminas, carbo, gorduras.

2. Dieta natura - Existem aqueles que buscam comer o mais natural possível, quer dizer, sem conservantes nem alimentos processados. É algo complicado de realizar porque nas cidades a grande maioria dos alimentos está processada, portanto é uma dieta mais fácil de fazer quando se vive no campo ou se produzem os alimentos em casa.

dieta6

3. Dieta com redução de proteínas animais - Existem aqueles que decidem deixar de comer proteínas animais o diminuem a quantidade. Isso é bastante fácil de fazer sempre e quando se comam as proteínas vegetais suficientes para poder conservar os músculos, tanto os que se notam como os que não, por exemplo, os que encontramos no coração, intestino e os que nos ajudam a respirar.

4. Dieta com pouco sal - Talvez por costume, por sabor ou por problemas de saúde optamos por diminuir a ingestão de sal. Já não se cozinha com sal refinado e na mesa não se coloca o saleiro. Esta prática ajuda o organismo a não reter água, entretanto o sódio é um mineral importante para muitos processos bioquímicos, assim que não devemos eliminá-lo, mas apenas reduzir sua proporção (uma dica é utilizar sal em grão). Em alguns países o sal também contém iodo, que ajuda no funcionamento das glândulas tiroides, portanto devemos analisar si estamos ou não consumindo a quantidade suficiente.

5. Dieta baixa em açucares processado - O açúcar é necessário para viver, os açucares processados não, assim que podemos diminuir seu consumo (doces e produtos industrializados). As frutas e o mel de abelha são boas fontes de açúcar que dão energia.

6. Dieta baixa em carboidratos processado - Às vezes queremos dar um respiro a nosso trato gastrointestinal e fazer a vida mais simples, podemos conseguir se diminuímos o consumo de carboidratos processados como as farinhas refinadas, os pães brancos ou o arroz branco. Podemos mudar por pão integral, farinha de centeio, arroz integral, aveia e quinoa.

7. Dieta baixa em produtos lácteo - A lactose pode gerar certos problemas digestivos, ao ponto de não poder ser mais consumida. Para estas pessoas intolerantes existem os leites sem lactose, o queijo tofu, e outros alimentos que contribuem na ingestão de cálcio necessário como soja, laranja, sementes de gergelim, amêndoas ou canela.

dieta2

8. Dieta alta em proteínas animais - Se buscamos aumentar nossa massa muscular por questões estéticas ou simplesmente fortalecer nosso corpo, as dietas altas em proteínas animais são a opção. É importante recordar que podemos mesclar as proteínas animais e não somente consumir um tipo de animal. As proteínas vegetais também cuidam e protegem os músculos, porém as proteínas animais têm mais aminoácidos em relação aos vegetais, pelo qual o processo se acelera com seu consumo.

9. Dieta rica em frutas e verduras - Nas frutas e verduras encontramos tanto proteínas como gorduras, carboidratos, vitaminas e minerais. São alimentos completos. Necessitamos saber que nossas necessidades estão sendo supridas tanto em quantidade como em variedade para levar este tipo de dieta.

Em todas as dietas devemos tomar em conta os elementos essenciais para ter saúde: minerais, vitaminas, gorduras, proteínas (sejam animais ou vegetais), frutas ou grãos. O melhor é que alguém que estudou nutrição e saiba calcular os requisitos energéticos de acordo ao nosso gênero, idade e atividades, nos acompanhe na mudança da dieta e ajude a estabelecer como plano a longo prazo, ou em caso de que apenas seja um esforço por alguns meses, nos apoie na forma de fazer tanto para iniciar como para terminar a dieta.


Sobre a médica: Marilu Acosta (1976, Cidade do México), tem PhD em Literatura Moderna (Universidade Iberoamericana, México), um Mestrado em Saúde Pública e Promoção da Saúde (Universidade Henri Poincaré, França) e dois graus: um em Medicina (Universidade Anahuac, México) e outra em Literatura Latino-americana (Universidade Iberoamericana, México).botao voltar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Rosângela Cianci

Rosângela Cianci. Jornalista, blogueira, repórter, apresentadora, produtora de TV e idealizadora do site Universo de Rose. Incansável observadora do cotidiano, apaixonada pelo que faz. Ex-Secretária Executiva, sempre lidou com Diretoria e Presidência mas prestes a completar Bodas de Prata na área, resolveu desengavetar um sonho antigo: o Jornalismo. E partiu pra nova luta com 40 (e uns anos), "pois meu negócio é escrever e conversar sobre assuntos de A a Z"...

E-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.