Menu

« »

Content

Melhore a alimentação com cinco dicas de profissional de saúde

Incluir fibras na dieta, mastigar os alimentos sem pressa e abolir o refrigerante durante as refeições são algumas atitudes que ajudam nossa saúde

Não saber os impactos negativos que a má alimentação tem em nossa saúde não é privilégio de poucos: 9 em cada 10 brasileiros subestimam as consequências que hábitos alimentares prejudiciais têm para o corpo, segundo uma pesquisa divulgada em 2015 pela Consumers International, a federação internacional de organizações de consumidores. O ditado “você é o que você come” nunca esteve fora de moda.  Se você se alimenta com algo nutritivo, estará bem nutrido. Mas, se o seu cardápio diário for rico em produtos industrializados e pobre em alimentos naturais, aí a coisa fica feia para seu lado.

melhoraralimentacao

Os especialistas de Saúde ensinam que adotar uma alimentação mais saudável não acontece do dia para a noite. Em geral, esse é um processo mais gradual, com novos hábitos positivos em relação ao cardápio. Incluir fibras na dieta, mastigar sem pressa e abolir o refrigerante na alimentação são algumas atitudes que já representam  uma rotina alimentar mais saudável.

1 - Inclua fibras na sua dieta - As fibras nunca saem do radar dos nutricionistas. São famosas por ajudar nosso intestino a trabalhar direito e ainda auxiliam na prevenção e tratamento de doenças do coração e diabetes, além de ajudar no controle do colesterol e até a emagrecer, uma vez que seu consumo oferece uma sensação de saciedade. Uma dica é investir em alimentos in natura, como maçã, pera ou batata-doce, ou em sementes e cereais como linhaça e aveia. 
 

2 - Mastigue sem pressa -  Na correria do dia, empurramos goela abaixo os alimentos sem nos preocuparmos em mastigá-los corretamente. Só que se alimentar às pressas provoca a formação de gases e causa menor absorção dos nutrientes. Consequentemente, você sente fome mais rápido, come algo e aí surgem os quilos a mais. Mastigar corretamente ajuda nossa digestão e aumenta a sensação de saciedade. Comer com pressa, porém, nos leva a fazer escolhas nada saudáveis e ainda mastigamos a comida de qualquer jeito, provocando a má digestão que pode trazer desconfortos bem chatos depois das refeições como a sensação de estômago cheio, prisão de ventre e até dores abdominais.

3 - Encha seu prato de cores - Sabe aquela parte das saladas do buffet que você passa direto todo dia? Pois é: aproveite! Um prato cheio de verduras e legumes é a garantia de que você fez uma refeição nutritiva com boa parte das vitaminas de que seu corpo precisa. A ideia  não é montar um prato com apenas arroz, feijão e carne, mas variar: metade do prato para o que você costuma comer, metade para  vegetais e folhas, alimentos ricos em vitaminas e fibras.

4 - Faça da refeição um evento exclusivo - Procure evitar se alimentar enquanto conversa com seu amigo. É algo difícil, uma vez que amigos e amigas do trabalho saem para almoçar juntos. Mas tente falar o mínimo. A explicação é simples: ao conversamos muito durante as refeições, acabamos ingerindo muito ar, que pode causar dor e desconforto e dificultar a digestão. Para quem não quer desenvolver problemas gástricos, essa é uma recomendação importante.

5 - Refrigerante é um vilão - O refrigerante é companhia presente durante a refeição, mas não se engane: o consumo diário não é bom para a saúde e o valor nutricional é nulo. Para você ter ideia, uma lata de refrigerante possui, em média, 10 colheres de chá de açúcar, o que equivale a aproximadamente 37g. Como a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda uma ingestão de apenas 25g de açúcar por dia, imagine beber uma lata no almoço e outra no jantar por um período de 30 dias. É só fazer as contas para saber que uma hora a conta vai chegar. Por isso, prefira os sucos naturais e, de preferência, sem açúcar.

Para mais informações, acesse: mipbrasilfarma.com.br

botao voltar

Rosângela Cianci

Rosângela Cianci. Jornalista, blogueira, repórter, apresentadora, produtora de TV e idealizadora do site Universo de Rose. Incansável observadora do cotidiano, apaixonada pelo que faz. Ex-Secretária Executiva, sempre lidou com Diretoria e Presidência mas prestes a completar Bodas de Prata na área, resolveu desengavetar um sonho antigo: o Jornalismo. E partiu pra nova luta com 40 (e uns anos), "pois meu negócio é escrever e conversar sobre assuntos de A a Z"...

E-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.