Erro
  • JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 898
Menu

« »

Content

Alimentos Funcionais - conheça seus benefícios

 

Após algumas semanas escrevendo sobre as vitaminas, vamos agora falar de um assunto interessante e que muito se fala: os alimentos funcionais.

Segundo a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) alimento funcional é definido como "aquele alimento ou ingrediente que, além das funções nutricionais básicas, quando consumido, como parte da dieta habitual, produz efeitos benéficos à saúde".

frutasvermelhas

Apesar de não ter efeito de cura, os alimentos funcionais são capazes de oferecer benefícios à saúde e prevenir doenças, desde que seu consumo seja na quantidade correta e freqüente para que  possam ser alcançados e quando fizerem parte de uma alimentação saudável.

Esse conceito foi introduzido primeiramente no Japão, na década de 80. No entanto, somente na década de 90, é que começou haver um interesse por esse assunto, e foi quando o termo "alimento funcional" passou a ser usado. No Brasil, as regras foram instituídas a partir de 1999.

O Alimento Funcional pode se apresentar de 3 formas:

Natural: como o próprio nome diz, contém naturalmente, quando está pronto para o consumo, como nas frutas cítricas, ricas em vitamina C; legumes na cor laranja, ricos em betacaroteno, etc;

Industrializados: quando são produzidos pela indústria, isto é, são formulados, como cápsulas de Ômega 3, óleo de coco;

Adicionados: quando a substância funcional é incluída na formulação de um produto, como os leites fermentados com Lactobacillus.

Já dizia Hipócrates: “Que o seu alimento seja seu medicamento, e seu medicamento seja seu alimento”. Os alimentos funcionais têm características semelhantes aos dos alimentos e medicamentos. Porém, só haverá eficácia se for consumido por um longo período e o modo certo de preparo; e para os alimentos processados, devem usar o produto conforme as instruções na rotulagem. Por isso, os alimentos funcionais podem ser mais úteis na prevenção em casos leves de doenças do que para intervenção e casos mais graves.

 

Os rótulos dos alimentos não fornecem instruções para dosagem, freqüência ou duração de tratamento. O risco que existe na ingestão deste tipo de alimento é somente em não obter os resultados esperados, já que esses alimentos não possuem contra indicação.

 

Falta uma semana para a páscoa, e há muita procura por chocolate. Dê uma olhadinha no texto sobre chocolate que está no site. e ele o ajudará na escolha do chocolate saudável para você consumir na páscoa.

Boa semana!! botao voltar

E-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.