Erro
  • JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 898
Menu

« »

Content

Vitamina A, primeira a ser conhecida

A vitamina A é uma vitamina lipossolúvel, encontrada em alimentos de origem animal, o retinol; e origem vegetal, o betacaroteno.

O retinol é utilizado diretamente pelo organismo, sem sofrer transformação e é armazenado no fígado. Encontrado apenas em alimentos de origem animal como na carne, fígado, óleo de peixe, gema, leite integral.

cenoura1

Já o betacaroteno são transformados em vitamina A pelo organismo conforme a necessidade, considerados pró-vitaminas ou precursores de vitamina A. São encontrados em vegetais folhosos verde-escuro (como espinafre, couve, alface, salsa), vegetais amarelos (como abóbora, cenoura e batata-doce) e frutas não cítricas amarelas e alaranjadas (como mangas, pêssego, mamão e acerola), além de óleos e frutas oleaginosas (buriti, pupunha, dendê, pequi).

O corpo não produz vitamina A, por isso é necessário consumir alimentos fontes. Porém, o corpo pode armazenar vitamina A de modo a termos uma reserva quando necessitamos.

O excesso de retinol pode ser tóxico, mas o de betacaroteno não, pois o betacaroteno não é totalmente convertido em retinol a ponto de causar sintomas de toxicidade. Mas o consumo em excesso de betacaroteno pode deixar as pessoas com a pele amarelada, pois concentra-se logo abaixo da pele.

A vitamina A tem papel em diversas funções.

cenoura2

É essencial para os olhos. A córnea, parte transparente do olho,é protegida pela vitamina A. A falta desta vitamina pode gerar dificuldades de enxergar em lugares com luz fraca, e causar até a chamada cegueira noturna.

Alem disso, é necessária para o crescimento ósseo e do organismo, desenvolvimento celular e reprodução.

Participa da defesa do organismo, pois protege as mucosas. As mucosas são um tipo de pele que recobre alguns órgãos por dentro, como o nariz, a garganta, a boca, os olhos, o estômago. Também representam uma ótima proteção contra as infecções, tais como diarréia e infecções respiratórias.

A deficiência de vitamina A pode ser evitada com o incentivo ao aleitamento materno para as mães e orientar as pessoas para consumir alimentos fontes da vitamina.

O uso de suplementos que excedam as recomendações de ingestão de vitamina A é contra indicado, pois pode levar a toxicidade. O consumo de alimentos fontes já é o suficiente para atingir a recomendação.

Programa Nacional de Suplementação de vitamina A. PNAE - Política Nacional de Alimentação e Nutrição. Disponível em: http://nutricao.saude.gov.br/vita.php

Vitamina A. Disponível em: http://nutricao.org/vitaminas/lipossoluveis/vitamina-a

Sociedade Brasileira de Pediatria. Deficiência de Vitamina A. Nutrologia. Fevereira, 2007. Disponível em : http://www.sbp.com.br/img/documentos/doc_deficiencia_vitamina_A.pdf

 

A vitamina A nos alimentos. Alimentação Saudável. O seu guia de nutrição. Disponível em: http://www.alimentacaosaudavel.org/Vitamina-A.html

 

SIZER, Frances; WHITNEY, Eleanor. Nutrição: Conceitos e Controvérsias. 8ª ed. Barueri: Manole, 2003. p. 211 – 216.

 

 

botao voltar

E-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.