Menu

« »

Content

Câncer de ovário

ovario1

O ator Irlandês Pierce Brosnan revelou recentemente que sua filha, Charlotte, de 41 anos, faleceu após uma batalha de 3 anos contra um câncer de ovário. A mãe de Charlotte, primeira mulher de Brosnan, a atriz australiana Cassandra Harris, morreu do mesmo tipo de câncer aos 43 anos, em 1991.

Embora menos frequente que outros tumores como mama, pele, pulmão, entre outros, o câncer de ovário tem um agravante: ele costuma se manifestar em estágio avançado (75% dos casos).

Confira a entrevista realizada com o Dr. Israel Gonçalves, médico oncologista da Oncomed Bh, que esclarece algumas dúvidas sobre o assunto.

 

ovario

 

1)   O que é o câncer de ovário?

Dr. Israel: É um tipo de câncer ginecológico, que se origina nos órgãos reprodutores femininos (ovários). Existem diversos tipos de tumores de ovários, de benignos a malignos, com graus de agressividade diferentes. Pode ocorrer em qualquer faixa etária, mas acomete, principalmente, mulheres acima de 40 anos.

2)   É um tipo de câncer comum?

Dr. Israel: É um tumor relativamente raro, menos frequente que os cânceres de mama, colo uterino, intestino, pulmão e estômago.

3)   Quais os principais sintomas?

Dr. Israel: A maioria dos tumores malignos do ovário só se manifesta em estágio avançado (75% dos casos). Na fase inicial, não causa sintomas específicos, o que dificulta o diagnóstico precoce. À medida que o tumor cresce, pode comprimir outros órgãos e estruturas e produzir sintomas, como aumento do volume abdominal, constipação intestinal ou diarréia, dores difusas, massa abdominal palpável.

4)   Como é diagnosticado?

Dr. Israel: A maioria das pacientes com câncer de ovário inicial não apresentam nenhum sintoma. O exame ginecológico de rotina associado à ultrassonografia podem mostrar achados suspeitos, motivando a investigação com novos examescomplementares (Tomografias / marcador tumoral CA125). A partir destes resultados é indicado um procedimento invasivo (cirurgia) para diagnóstico, estadiamento (estágio da doença) e tratamento.

5)   Podemos dizer que é um tipo de câncer hereditário?

Dr. Israel: Assim como outros tumores, o câncer de ovário também apresenta como fator de risco a história familiar. Aproximadamente 5 a 10% dos tumores de ovário são causados por mutações genéticas hereditárias, como as mutações nos genes BRCA1 e BRCA2, que também aumentam o risco para o câncer de mama. As mulheres que têm um parente de primeiro grau (mãe, filha, irmã) ou um parente de primeiro grau e um de segundo grau (avó ou tia) têm um risco aumentado para o desenvolvimento da doença.

6)   Quando existe esse risco familiar é necessário retirar os ovários?

Dr. Israel: A retirada dos ovários em pacientes com risco familiar elevado ou a confirmação de uma determinada mutação genética é um procedimento que pode trazer benefícios em casos selecionados. Esta conduta deve ser individualizada e discutida com o médico assistente, ginecologista ou oncologista.

7)   Como é o tratamento do câncer de ovário?

Dr. Israel: O tratamento depende basicamente do tipo do tumor, do estadiamento (se inicial ou avançado), da idade e das condições de saúde da paciente. A cirurgia constitui a principal modalidade terapêutica. A quimioterapia e a radioterapia podem ser necessárias.

8)   Que dicas você daria para as pessoas evitarem esse tipo de câncer?

Dr. Israel: Consultas regulares com o ginecologista, controle de peso, hábitos de vida saudáveis. Se tiver parente de primeiro grau com câncer de ovário e/ou mama , fazer um controle mais rigoroso. É importante ter em mente que o prognóstico é sempre melhor quando a doença é diagnosticada precocemente.

Oncomed - Centro de Prevenção e Tratamento de Doenças Neoplásicas

Funcionamento: segunda à sexta-feira, de 8h às 20h; Telefone: 31 3299 1300

Rua Bernardo Guimarães, 3106 – Barro Preto, Belo Horizonte – MG

www.oncomedbh.com.br   

botao voltar

Rosângela Cianci

Rosângela Cianci. Jornalista, blogueira, repórter, apresentadora, produtora de TV e idealizadora do site Universo de Rose. Incansável observadora do cotidiano, apaixonada pelo que faz. Ex-Secretária Executiva, sempre lidei com Diretoria e Presidência mas prestes a completar Bodas de Prata na área, resolvi desengavetar um sonho antigo: o Jornalismo. E parti pra nova luta com 40 (e uns anos), pois meu negócio é escrever e conversar sobre assuntos de A a Z...

E-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.