Menu

« »

Content

Faxina na alma

 

Come√ßar um novo ano com otimismo, implica em deixar tudo em seu devido lugar de maneira bonita e pr√°tica. Pode parecer psicol√≥gico, mas funciona: na casa inteira e, na alma. In√≠cio do ano, √© um bom tempo para cuidar de detalhes, jogar cacarecos fora, dar espa√ßo para coisas novas, criar ambientes confort√°veis e bonitos (e nem sempre isso est√° relacionado a dinheiro).

faxinanalma

Vale à pena separar um tempinho para focar a organização em todos os ambientes onde se vive, inclusive em seu trabalho e vida emocinal, espiritual e física. Dê uma olhada no texto abaixo e depois me conta se foi ou não inspirador:

"Estava precisando fazer uma faxina em mim...

Jogar alguns pensamentos indesejados para fora, lavar alguns tesouros que andavam meio enferrujados...

Tirei do fundo das gavetas lembranças que não uso e não quero mais.

Joguei fora alguns sonhos, algumas ilus√Ķes...

Joguei fora a raiva e o rancor das flores murchas que estavam dentro de um livro que n√£o li. Olhei para meus sorrisos futuros e minhas alegrias pretendidas...

E as coloquei num cantinho, bem arrumadas.

Fiquei sem paciência!...

Tirei tudo de dentro do arm√°rio e fui jogando no ch√£o:

Palavras horríveis que nunca queria ter dito,

m√°goas de um amigo(a),

lembranças de um dia triste...

Mas lá também havia outras coisas... e belas!

Um passarinho cantando na minha janela...

aquela lua cor-de-prata, o p√īr do sol!...

Fui me encantando e me distraindo,

olhando para cada uma daquelas lembranças.

Sentei no ch√£o, para poder fazer minhas escolhas.

Joguei direto no saco de lixo os restos de um amor que me magoou.

Peguei as palavras de raiva e de dor que estavam na prateleira de cima, pois quase não as uso, e também joguei fora no mesmo instante!

Outras coisas que ainda me magoam, coloquei num canto para depois ver o que farei com elas, se as esqueço lá mesmo ou se mando para o lixão.

Aí, fui naquele cantinho, naquela gaveta que a gente guarda tudo o que é mais importante: o amor, a alegria, os sorrisos, o perdão e....

Fé para os momentos que mais precisamos...

Como foi bom relembrar tudo aquilo!

Recolhi com carinho o amor encontrado,

dobrei direitinho os desejos,

coloquei perfume na esperança,

passei um paninho na prateleira das minhas metas,

deixei-as √† mostra, para n√£o perd√™-las de vista. Coloquei nas prateleiras de baixo algumas lembran√ßas da inf√Ęncia,

na gaveta de cima as da minha juventude e,

pendurada bem à minha frente,

oloquei a minha capacidade de amar... e de recomeçar...".

Autor desconhecido

 

 

botao voltar

 

 

 

 

Rosângela Cianci

Ros√Ęngela Cianci. Jornalista, blogueira, rep√≥rter, apresentadora, produtora de TV e idealizadora do site Universo de Rose. Incans√°vel observadora do cotidiano, apaixonada pelo que faz. Ex-Secret√°ria Executiva, sempre lidei com Diretoria e Presid√™ncia mas prestes a completar Bodas de Prata na √°rea, resolvi desengavetar um sonho antigo: o Jornalismo. E parti pra nova luta com 40 (e uns anos), pois meu neg√≥cio √© escrever e conversar sobre assuntos de A a Z...

E-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.