Menu

« »

Content

Dicas de psicóloga para superar traumas e medos

Professora de Psicologia da UNIFRAN orienta como enfrentar abalos emocionais

 

Ao longo da vida, as pessoas estão sujeitas a situações com grande potencial estressante. Violências físicas e psicológicas, acidentes, perdas, entre outros motivos. A probabilidade de um indivíduo exposto a um trauma estressante desenvolver medo depende de vários fatores, como características da pessoa, envolvimento pessoal na situação, tipo de evento, e grau de exposição e suas consequências.

Para lidar com traumas e medos, Teresa Cristina Imada , coordenadora do curso de Psicologia da Universidade de Franca (UNIFRAN), listou 10 dicas:curadosmedos

1) Busque informações sobre a situação ou objeto aversivos: o conhecimento contribui para aumentar a sensação de controle e a possibilidade de fazer isso.

2) Avalie se há razões reais para o medo: há situações e objetos que oferecem riscos reais e outros não. Diferenciá-los é necessário para que você decida se você deve enfrentar o medo ou evitar as situações que o despertam.

3) Identifique alternativas para minimizar os riscos reais; por exemplo, se tem medo de passar por uma rua escura, mude seu trajeto.

4) Controle a ansiedade através de técnicas de relaxamento: exercícios respiratórios, focalização da atenção, visualização, fé, entre outros.

5) Faça um levantamento das experiências em que você obteve sucesso no enfrentamento de situações ou objetos aversivos e/ou estressantes: isso lhe dará mais autoconfiança.

6) Planeje formas de enfrentar seu medo ou trauma: imagine-se lidando com a situação com adequação e autocontrole.

7) Em caso de medo em que não há risco real de dano pessoal, exponha-se gradualmente à fonte de medo. O contato progressivo com o objeto ou situação estressante, em situação controlada, possibilita a redução gradual da ansiedade.

8) Busque ajuda em Deus, familiares ou colegas para enfrentar a situação aversiva. O suporte social pode ser muito útil para que você tenha a força e a coragem para lidar com seus traumas e medos.

9) Gratifique-se a cada progresso que fizer no sentido de enfrentamento da situação ou objeto aversivo.

10) Se sentir que não consegue lidar com seu medo sozinho, busque a ajuda profissional de um psicólogo.

"Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o seu coração porque dele procedem as saídas da vida." - Prov.4:23

botao voltar

 
 

Rosângela Cianci

Rosângela Cianci. Jornalista, blogueira, repórter, apresentadora, produtora de TV e idealizadora do site Universo de Rose. Incansável observadora do cotidiano, apaixonada pelo que faz. Ex-Secretária Executiva, sempre lidei com Diretoria e Presidência mas prestes a completar Bodas de Prata na área, resolvi desengavetar um sonho antigo: o Jornalismo. E parti pra nova luta com 40 (e uns anos), pois meu negócio é escrever e conversar sobre assuntos de A a Z...

E-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.