Erro
  • JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 893
Menu

« »

Content

O tempo voa...

 

Will you still need me, will you still feed me, when I am 64!

O tempo voa...

Quando eu era criança demorava uma eternidade até chegar o próximo Natal! Cada fim de semana era eterno O tédio batia. As horas se arrastavam... As férias demoravam tanto a passar que dava saudades da escola, dos professores, dos colegas e até da carteira em que a gente costumava sentar. As tardes de chuva eram intermináveis e assistir televisão dava sono de tão devagar que caminhava o enredo das histórias dos filmes da sessão da tarde.

Não sei precisar muito bem quando tudo começou a mudar, mas me lembro de um conjunto inglês que fazia sucesso no final dos anos 60, quando não só as bonecas ocupavam a mente das meninas da minha idade. Eles formavam um quarteto e eram cabeludos. Meus pais não gostavam da aparência deles, então ouvia suas músicas em casa furtivamente, mas em alto e bom som na escola, na casa das amigas ou no radinho de pilha minúsculo que tinha ganhado de Natal. Nessa época o tempo começou a passar um pouco mais rápido...

Hoje olho para trás e vejo namoro, casamento, faculdade, igreja, amigos, pais envelhecendo e partindo.

casalcomsessentaanos

Olho para meu marido e me lembro de uma das músicas dos Beatles: When I am sixty four... Penso que quando John Lenon e Paul MacCartney compuseram essa música, eles acharam que esse dia custaria demais para chegar. Ele não chegou para John que morreu aos 40 anos... Mas já passou para Paul, hoje com 72 anos. Nossos ídolos envelhecem, e ao olhá-los percebemos também a velocidade e a inexorabilidade do tempo.

Anyway... Nem eu, nem meu marido chegamos ainda aos sixty-four (mas estamos caminhando para lá). Ao olhar para ele quero segurar o tempo, quero cuidar, amar, fazer o que puder para vê-lo bem. O tempo passa tão depressa... Precisamos aproveitar cada momento com as pessoas que amamos. Ter momentos significativos, momentos de diversão, de reflexão, de convivência de conivência, de comunhão de aconchego físico, emocional e espiritual.

Vejo tantos casais com relacionamentos quebrados, com interesses completamente opostos, com disposição zero para negociar, para caminhar um com o outro.

A vida passa tão rápido... Enquanto Deus nos dá a graça de viver, por que não fazê-lo da melhor forma possível, deixando de lado sentimentos mesquinhos e destrutivos?

No grego há duas palavras para tempo. Uma é chronos, que é o nosso tempo, o tempo contado pelo relógio, esse mesmo que "demora" para passar na infância, mas voa quando ficamos mais velhos. A outra palavra é kairós. Kairós é o tempo de Deus. O tempo que Ele tem para cada coisa acontecer em nossa vida.

Que o chronos que passamos com o nosso cônjuge aqui na terra esteja sendo pautado pelo kairós de Deus, e possamos aproveitá-lo antes e depois dos sixty-four!

beatles2

When I'm Sixty-four - Lenon e MaCartney

When I get older losing my hair,

Many years from now.

Will you still be sending me a Valentine.

Birthday greetings bottle of wine.

If I'd been out till quarter to three.

Would you lock the door.

Will you still need me, will you still feed me,

When i'm sixty-four.

You'll be older too,

And if you say the word,

I could stay with you.

I could be handy, mending a fuse

When your lights have gone.

You can knit a sweater by the fireside

Sunday morning go for a ride,

Doing the garden, digging the weeds,

Who could ask for more?

Will you still need me, will you still feed me

When I'm sixty-four.

Every summer we can rent a cottage,

In the Isle of Wight, if it's not too dear

We shall scrimp and save

Grandchildren on your knee

Vera, Chuck and Dave

Send me a postcard, drop me a line,

Stating point of view

Indicate precisely what you mean to say

Yours sincerely wasting away

Give me your answer, fill in a form

Mine for evermore

Will you still need me, will you still feed me

When I'm sixty-four?

http://letras.mus.br/the-beatles/213/traducao.html

Quando eu estiver com sessenta e quatroLenon e MaCartney

Quando eu ficar mais velho, perdendo meus cabelos

Daqui a muitos anos

Você ainda irá me mandar presentes no dia dos namorados

Saudações no aniversário, garrafa de vinho?

Se eu estiver fora até quinze pras três

Irá trancar a porta?

Você ainda irá precisar de mim, ainda irá gostar de mim

Quando eu estiver com sessenta e quatro?

Você estará mais velha também

E se você disser que

Irá permanecer comigo

Eu poderei ser útil, concertando um interruptor

Quando suas luzes apagarem

Você poderia me tricotar um suéter perto da lareira

Nas manhãs de domingo iremos dar uma volta,

Cuidar do jardim, arrancar as ervas daninhas

O que mais eu poderia querer?

Você ainda irá precisar de mim, ainda irá gostar de mim

Quando eu estiver com sessenta e quatro?

Todo verão poderíamos alugar uma cabana

Na Ilha de Wight, se não for caro demais querida

Iremos passar por um aperto e economizar.

Netos nos nossos colos

Vera, Chuck & Dave

Mande-me um cartão postal, mande-me um telegrama

Informando o seu ponto de vista

Indique precisamente o que quer dizer

Um "atenciosamente" supérfluo

Me dê uma resposta, preencha no formulário:

"Minha para todo o sempre"

Você ainda irá precisar de mim, ainda irá gostar de mim

Quando eu estiver com sessenta e quatro?

botao voltar

 

E-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.