Erro
  • JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 893
Menu

« »

Content

Crises na vida e no casamento

 

“Não queremos ser simplistas. É muito difícil atravessar crises, e é muito fácil dar receitas prontas...”

Os cientistas, como os desportistas, são considerados idealistas e leais, sendo admirados por sua fibra e perseverança. O esporte tem seu ponto alto com as Olimpíadas, e a ciência com o prêmio Nobel, que contempla aqueles que através de incessantes pesquisas, buscam respostas e soluções que diminuam as enfermidades e aumentem a qualidade de vida do ser humano.

crises1

A mesma decepção que sofremos quando surgem casos de doping e deslealdade entre atletas, ocorreu quando em 2006 foi revelado um caso de fraude que abalou não só a comunidade científica, mas a todos que também os percebiam como heróis.

Um dos temas científicos da moda é a pesquisa para obtenção de células-tronco embrionárias clonadas doenças degenerativas (http://www.ghente.org/temas/celulas-tronco/fraude_na_ciencia.htm)

. E foi exatamente aí, que um cientista sul coreano comunicou ao mundo ter encontrado a solução. Ele foi aclamado “herói” e deu esperança a enfermos em fila de doação de órgãos.

Ocorre, porém, que cientistas de todo o mundo, utilizaram “a receita” sul coreana, mas sem conseguir o resultado anunciado. E em ciência, quando todas as especificações são rigorosamente seguidas, o desfecho, obrigatoriamente, tem que ser o mesmo, caso contrário, não será ciência. E foi assim que a fraude foi descoberta e revelada ao mundo.

Portanto, quando essa mesma técnica é aplicada em outras áreas da vida, sem, no entanto funcionar também já pensamos em algum tipo de fraude ou boicote.

Crises2

Como seria bom se existisse uma receita garantida para evitar o sofrimento! Uma fórmula científica que funcionasse para que escapássemos de toda e qualquer situação desestruturante. Mas não há. Da mesma forma que o sofrimento faz parte da vida, as crises também podem trazer possibilidades.

Podemos usar nossa inteligência e astúcia, no sentido de aproveitá-las, e assim, também ajudaremos a equilibrar nossas emoções. Seria algo do tipo: “Não gosto, não quero, mas já que tenho de passar por esta situação, vou procurar aprender tudo o que for possível, para que o sofrimento não seja em vão!”.

Essas crises ocorrem muitas vezes no casamento. Há pesquisas que apontam o sétimo ano como o ano da grande crise, das avaliações, dos questionamentos, do balanço das expectativas. Há grande incidência de crises nessa época, mas isso não as limita a esse tempo. Elas podem surgir a qualquer hora e sempre vão trazer sofrimento. Não sabemos quando, mas é certo que virão.

Precisamos ter muito claro em nossas mentes e corações, que Deus não nos abandona. Ele pode até permitir a provação, porque muitas vezes aquela será a única forma de aprendermos determinadas lições. No entanto, dEle mesmo virá a solução. 1Coríntios 10.13 diz: "Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar". É isso. Tem alguém no controle. O fogo não vai se espalhar além do estabelecido. Sofrimento dosado, resgate providenciado.

No entanto, apesar da teoria ser realmente maravilhosa, não queremos ser simplistas. É muito difícil atravessar crises, e é muito fácil dar receitas prontas, mesmo que elas não existam.

crises3

Então, gostaria de deixar claro que estes versículos não são chavões, eles são promessas de um Deus que nos ama, que compreende a nossa dor e nos reabastece com seu carinho e cuidado de Pai: “Não fiquem com medo, pois estou com vocês; não se apavorem, pois eu sou o seu Deus. Eu lhes dou forças e os ajudo; eu os protejo com a minha forte mão” (Isaías 41.10 NTLH).

Que as crises sirvam para corrermos para o Pai, e não do Pai!

botao voltar

E-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.