Erro
  • JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 894
Menu

« »

Content

Casa ou apartamento?

 

Casas: com ficam eleas diante do cescimento dos apartamentos?

As pessoas que escolhem casas, querem um espaço mais amplo para a família, em especial para as crianças brincarem, além de ficar de olho em mais privacidade, já que não é preciso compartilhar o elevador (ou a garagem) com os vizinhos.

Já quem deseja um apartamento, por outro lado, está de olho na segurança e na praticidade. Isso sem falar que os custos de manutenção de apartamento são compartilhados por todos do prédio via condomínio.

casaouape1

Ou seja, há público para os dois tipos. A cidade de São Paulo, por exemplo, viu, apenas nos últimos cinco anos, 1 mil novos prédios residenciais serem erguidos. A verticalização agressiva foi um movimento que aconteceu de maneira semelhante nas grandes capitais.

Entretanto, o aumento das construções de apartamentos novos parece estar diminuindo (para se ter uma ideia, a capital paulista lançou 2,1 mil unidades habitacionais em agosto, um recuo de 30% em relação ao ano anterior). O ano de 2014 fica marcado por uma tendência diferente. O crescimento da economia abaixo do esperado pressionou os preços dos apartamentos novos, que vinham subindo muito acima da inflação, e as construtoras começaram a se mexer para não ficar com unidades paradas. 

Com menos apartamentos novos no mercado, a tendência é de uma estabilização dos preços dos mais antigos. Alguns especialistas defendem até valores menores, o que pode ser especialmente interessante para os clientes que buscam morar em regiões mais centrais, próximas das estações de Metrô ou avenidas nas grandes capitais.

casaouape2

Já as casas também aproveitaram o aumento na procura de imóveis e viram seus preços subirem exponencialmente. É possível dividir as casas basicamente em dois modelos: no primeiro, ficam as que sobreviveram ao processo de verticalização em bairros com bom preço de metro quadrado e que são vendidas por altos valores, enquanto outras, mais afastadas, podem ser compradas por valor menor e podem ser uma boa pedida para quem quer mais tranquilidade - embora a questão da segurança pode dar dor de cabeça.

O mercado imobiliário não vive só de compra e venda, mas também de locações de imóveis que também é forte e pode ser uma opção para quem não quer investir muito dinheiro para adquirir uma residência. E nesse caso, a vantagem fica com as casas (pelo menos para os proprietários). De acordo com o último levantamento do Sindicato da Habitação de São Paulo (SECOVI-SP), de setembro de 2014, as casas vagas são alugadas mais rapidamente. A velocidade média para que elas sejam alugadas é de 15 a 35 dias, contra um período de 21 a 43 dias para ocupação de apartamentos.

E aí? Vai de casa ou apartamento?

 botao voltar

E-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.